Acosta


Graciano Acosta



Linha do tempo


29/01/1952

O técnico Acosta comanda o primeiro treino da seleção goiana.
29/01/1952

Técnico Acosta comanda o primeiro treino da seleção goiana visando o Campeonato Brasileiro.
12/02/1952

O técnico da seleção goiana, Acosta, envia carta ao presidente da FGF, pedindo perdão para os jogadores Foca e Palhaço.
21/02/1952

O técnico Acosta cogita deixar a seleção goiana para cuidar de um comércio que adquiriu no bairro de Campinas.
22/02/1952

Presidente interino da FGF, José França, convence Acosta a seguir a frente da seleção goiana.
15/04/1952

Chega ao fim o casamento entre Goiás e o técnico Acosta. Dirigente Luiz Contart acusa o treinador de não devolver mais de Cr$ 21 mil cruzeiros emprestados pelo clube.
18/07/1952

O técnico Graciano Acosta envia uma carta aos jogadores do Goiás, manifestando interesse em voltar a comandar o clube.
24/09/1952

Pão Duro deixa o comando técnico do Goiás. Diretoria esmeraldina cogita as vindas de Graciano Acosta ou Teodorico.
31/01/1953

Diretoria do Goiás cogita o retorno de Graciano Acosta, que está treinando o Najar, de Araxá.
10/02/1953

Luiz Contart afirma que Acosta está próximo de selar seu retorno ao Goiás.
25/04/1953

O técnico Acosta e o zagueiro Bagainha estreiam pelo Goiás na vitória por 2 a 0 sobre a União.


Histórico


Clubes: Goiás (1951);


Estatísticas


Campeonato:
Edição:
Clube:



Partidas comandadas: 22
Vitórias: 13 Empates: 6 Derrotas: 3


Partidas




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Campinas foi um dos seis representantes goianos no Torneio da Integração Nacional, realizado em Goiás, em 1971. A equipe tricolor ficou no grupo D ao lado de Botafogo-PB, Náutico e Fortaleza, e acabou eliminada na primeira fase.

Históricos em destaque

Atlético-GO (BRA)

2 x 10

Fluminense-RJ (BRA)

Ver histórico completo