Divulgação

Emerson Leão


Emerson Leão  •  70 anos  •  Ribeirão Preto-SP (BRA)



Linha do tempo


11/07/1949

Nasce Emerson Leão em Ribeirão Preto-SP (BRA).
26/04/2010

Emerson Leão é anunciado como novo técnico do Goiás.


Histórico


Iniciou sua carreira de goleiro nas categorias de base do São José e depois foi para o Comercial de Ribeirão Preto-SP, onde tornou-se profissional. No ano de 1968, Leão transferiu-se para o Palmeiras. Assumiu a posição nas redes pouco depois de chegar, devido a contusão do goleiro titular Chicão. A partir daí, foram dez anos de glórias no clube, ganhando inclusive o bi-campeonato Brasileiro de 1972/73. Muitos o consideram um dos maiores goleiros brasileiros de todos os tempos.

Jogou 105 vezes pela Seleção Brasileira. Foi reserva de Félix na Copa do Mundo de 1970 aos 21 anos de idade. Após aquele Mundial, Leão tornou-se titular absoluto da Seleção de 1971 a 1979. Disputou as Copas do Mundo de 1974, 1978 — permaneceu 457 minutos sem levar gol — e 1986 (na qual foi reserva de Carlos).

Começou sua carreira de treinador em 1987, tendo assumido o Sport nas finais do Campeonato Pernambucano1 e participado da campanha do título da Copa União (considerada pela CBF uma edição do Campeonato Brasileiro) conquistado pelo Sport. Este título muitas vezes é atribuído equivocadamente a ele, mas Leão saiu antes do clube - o treinador no quadrangular decisivo era Jair Picerni.

Chegou ao futebol goiano em abril de 2010 para evitar o rebaixamento da clube. Se envolveu em constantes brigas com membros da diretoria esmeraldina, inclusive a família Pinheiro. Foi demitido em agosto após derrota por 3 a 0 para o Fluminense, no Serra Dourada. Em abril de 2013 chegou ao acordo na justiça trabalhista e o Goiás foi obrigado a lhe pagar cerca de 840 mil reais por salários atrasados e a rescisão de contrato.

Clubes: Sport-PE (1987-88); Coritiba-PR (1988-89); Palmeiras-SP (1989-1990); Portuguesa-SP (1990); São José-SP (1990-91); XV de Piracicaba-SP (1991-92); Shimizu S-Pulse-JAP (1992-94); Juventude-RJ (1995); Atlético-PR (1996); Verdy Kawasaky-JAP (1996-97); Atlético-MG (1997); Santos-SP (1998-99); Internacional-RS (1999); Grêmio-RS (2000); Sport-PE (2000); Seleção Brasileira (2000-01); Juventude-RS (2001); Santos-SP (2002-04); Cruzeiro-MG (2004); São Paulo-SP (2004-05); Vissel Kobe-JAP (2005); Palmeiras-SP (2005-06); São Caetano-SP (2006); Corinthians-SP (2006-07); Atlético-MG (2007); Santos-SP (2008); Al Sadd-EMR (2008); Atlético-MG (2009); Sport-PE (2009); Goiás (2010); São Paulo-SP (2011-12); São Caetano-SP (2012).


Estatísticas


Campeonato:
Edição:
Clube:



Partidas comandadas: 40
Vitórias: 16 Empates: 9 Derrotas: 15


Partidas


2012
2009
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1995
1990
1989
1988


Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Campinas teve dois artilheiros de campeonatos goianos: Waltercides com 19 anos, em 1963, quando o clube se chamava Campineira e Lindenberg, em 1971, que dividiu a artilharia com Carlos Ramos, do Goiânia, ambos com 9 gols.

Históricos em destaque

Paraná-PR (BRA)

7 x 3

Vila Nova-GO (BRA)

Ver histórico completo



Atlético-GO (BRA)

2 x 1

São Bento-SP (BRA)

Ver histórico completo



Fortaleza-CE (BRA)

4 x 3

Goiás-GO (BRA)

Ver histórico completo