Campeonato Brasileiro - Série B 2012, Fase única - 8ª rodada

Terça-feira, 26/06/2012 21:00 - Serra Dourada - Goiânia-GO (BRA)


Escalações


Goiás

(TEC) Enderson Moreira



4-4-2
Harlei
Vitor
Rafael Tolói
Ernando
Bruno Collaço
Rychely
Amaral
Thiago Mendes
David
Renan Oliveira
Ricardo Goulart
Felipe Amorim
Ramon
Iarley

Guaratinguetá

(TEC) Pintado



4-4-2
Saulo
Matheus
Baggio
Marquinho
Renato Peixe
Bruno Formigoni
Júlio César
Jonatan
Lenilson
Rick
Danilo Gomes
João Paulo
Stéfano
Keninha


Ocorrências da partida


11'/1 Ricardo Goulart
0'/2 Felipe Amorim Ramon
13'/2 Stéfano Keninha
14'/2 Júlio César
18'/2 David Renan Oliveira
18'/2 Lenilson Rick
30'/2 Júlio César Jonatan
33'/2 Danilo Gomes
33'/2 Danilo Gomes
34'/2 Bruno Collaço Rychely
38'/2 Rafael Tolói

Público e renda


Renda: R$ 52.395,00
Público: 5.228

Arbitragem





Observações


Por Jéssica Gonçalves / Portal 730

Jogando mal, Goiás tropeça e empata com Guaratinguetá

É usual dizer que na Série B nenhum jogo é fácil e o Goiás comprovou isto nesta quarta-feira (26). A expectativa era de que o time esmeraldino vencesse o Guaratinguetá com certa tranquilidade, mas a equipe acabou empatando por 1 a 1, resultado que mais pareceu uma derrota.

Quando vencia por 1 a 0 o time esmeraldino estava na 4ª posição na tabela de classificação, mas com o empate acabou indo para a 5ª colocação, com 12 pontos, e vai perder posições com o fechamento da rodada no sábado (30).

O time goiano saiu na frente com gol de Ricardo Goulart no inicio do primeiro tempo, mas com muita dificuldade para finalizar com qualidade, a equipe cedeu o empate. Danilo Gomes marcou para o time paulista, que ainda está na faixa de rebaixamento da competição. O Guaratinguetá é o 18º colocado com cinco pontos.

O resultado foi ruim, mas a atuação esmeraldina foi ainda mais contestada. Os mais de 5 mil torcedores que compareceram ao Serra Dourada reclamaram e vaiaram o time em muitos momentos da partida, principalmente ao final do jogo. O Goiás terá um tempo para se recuperar, a equipe só volta a campo somente no dia 7 de julho (sábado) contra o Bragantino, fora de casa, pela 9ª rodada da Série B.

Verdão sai na frente, mas torcida reclama

O time esmeraldino começou a partida como manda a cartilha: dominando o jogo, com mais posse de bola e deixando o adversário somente na defensiva. David e Ricardo Goulart trabalhavam bem no sistema ofensivo, a equipe criava oportunidades, mas com finalizações ruins.

Apesar de um inicio sem muito emoção, aos 11 minutos o Verdão conseguiu o gol. Vitor ganhou pela direita, chegou à linha de fundo dentro da área e cruzou, Ricardo Goulart se posicionou bem e só empurrou para dentro.

Depois do gol a equipe do Goiás desleixou. A equipe jogava melhor a partida, mas deixou brechas ao Guaratinguetá, que oportunista, aproveitava todos os espaços abertos. O time visitante criou boas oportunidades de gol e acabou dominando o jogo.

O Guaratinguetá teve sua melhor chance com a cabeça de Júlio César que exigiu boa defesa de Harlei. Apesar de ter perdido o domínio do jogo, o Goiás conseguiu manter o placar e deixou o campo à frente do placar, mas ouvindo vaias da torcida, que não gostou da postura do time após marcar o gol.

Atuação ruim e empate

O Goiás voltou melhor do intervalo, já aos cinco minutos, Vitor deu trabalho. O lateral limpou a jogada no meio-campo e arriscou de longe, o goleiro fez a defesa em dois tempos. A equipe esmeraldina claramente se mostrava mais disposta a ampliar o placar.

Trabalhando principalmente pelas laterais, o Verdão criava chances de gol, mas não tinha muito sucesso nas finalizações. Enquanto isso o time paulista tentava acertar algum contra-ataque, como aconteceu aos 18, quando Marquinhos marcou um gol em posição de impedimento.

Após a pressão inicial do time goiano, o Guaratinguetá conseguiu equilibrar o jogo. O Goiás criou boas chances com jogadas criadas por Renan Oliveira e Ramon, mas pecou nas finalizações e a máxima do futebol foi executada: “Quem não faz leva.”

Aos 33, Danilo marcou o gol de empate. Renato Peixe se movimentou bem pela esquerda e conseguiu cruzar na área, a defesa esmeraldina se posicionou mal e a bola sobrou para Danilo, que chutou na saída do goleiro Harlei.


Vídeo




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O atacante Carlinhos marcou o primeiro gol do Vila Nova no Campeonato Brasileiro. Ele fez no empate do time goiano contra o Atlético(PR), por 1 a 1, no dia 23/10/1977, no Estádio Serra Dourada.