21 de setembro de 2020
  • WhatsApp
  • Comunicar erro

NOTÍCIAS

25/08/2020 18:13  •  Atualizada em 25/08/2020 18:13

Biografia: atacante Rômulo foi peça importante na reconstrução do Atlético-GO

Ambidestro, jogador esteve presente nos dois primeiros anos do Dragão após volta à elite do futebol goiano

Jota Eurípedes;Diário da Manhã

 Peça importante no processo de reconstrução do Atlético-GO, o ex-atacante Rômulo completa 44 anos nesta quarta-feira (26). O jogador somou passagens pelo Dragão e pelo Vila Nova durante sua carreira, mas mostra carinho e identificação com a camisa rubro-negra.

 

Rômulo chegou ao Atlético-GO para disputar o Campeonato Goiano de 2006. O jogador foi contratado por intermédio do técnico Artur Neto e do diretor de futebol Adson Batista. De cara, formou dupla com Anselmo e levou o time rubro-negro de volta à final do Goianão. O título não veio naquele momento, mas Rômulo ainda teria a chance de levantar o caneco.

Após a decisão do Goianão de 2006 pelo Atlético-GO contra o Goiás, Rômulo se transferiu para o Vila Nova para jogar a Copa do Brasil e a Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, as lesões atrapalharam a sequência de Rômulo no Tigre.

Confira o perfil de Rômulo

No ano seguinte, o atacante estava de volta ao Dragão. Desta vez, o time rubro-negro não deixou escapar o título do Goianão diante do Goiás. Inclusive, Rômulo fez um dos gols atleticanos no empate, 2 a 2, no primeiro jogo da decisão. “Mantivemos a base, o time foi reforçado e conseguimos o título. O processo de crescimento, nesses dois anos foi muito forte. Hoje, sou torcedor do Atlético-GO e me identifico muito com o clube”, comentou Rômulo.

“Lembro da dificuldade e de todo o trabalho sério que era feito, era muito difícil naquele ano de retorno, mas com a competência de todos como Adson (Batista), Artur Neto e (Júnior) Mortosa, conseguiram montar o elenco. Lembro muito de pessoas como o Weslley, o Robston, o Pituca, que foram importantes na ascensão do Atlético-GO”, comentou.

Hoje, Rômulo mora em Fortaleza e realiza trabalho com futebol em seu centro esportivo. O ex-atacante não esconde a vontade de um dia poder retornar ao Atlético-GO para contribuir de alguma forma com o crescimento do clube.

Mais notícias

16/09/2020 - O dia em que Roberto Rivellino vestiu a camisa do Vila Nova
15/09/2020 - Na moda, Ramonismo nasceu no futebol goiano
10/09/2020 - Em 1958, Vasco trouxe ao público goiano o primeiro contato com campeões mundiais
01/09/2020 - Sete times goianos já jogaram contra o Corinthians
24/08/2020 - #TBT | Documentário resgata a história do Goiânia
Desenvolvido por brgomes.com