09/09/2017 17:50  •  Atualizada em 11/09/2017 11:22

O meia que fez mais de 200 mil casamentos

Tradicional tabelião de Goiânia, Antônio do Prado, foi um dos inúmeros jogadores que deram vida a equipes que não existem mais


João Paulo di Medeiros/ Futebol de Goyaz

Um dos pioneiros do Bairro de Campinas e consequentemente de Goiânia é o convidado deste domingo do programa Futebol de Goyaz e suas histórias. O tabelião Antônio do Prado, titular de um dos mais tradicionais cartórios da Cidade, já foi conhecido como Toninho.

Natural de Hidrolândia, ele chegou em Goiânia no inicio dos anos 40. Logo se apaixonou pelo Atlético de Paulista, Tocafundo, Cisquinho, Dido, Washinton e Companhia. Em pouco tempo, o meio-campista já fazia parte das categorias de base rubro-negras. Porém, a forte concorrência por uma vaga entre os titulares o fez buscar por times de menor porte da Capital.

Entre as décadas de 50 e 60 vestiu camisas de equipes hoje desconhecidas do grande público, tais como, São Paulo-GO, a Associação Mariana-GO, Campineira-GO, Sírio Libanês-GO e Araguaia-GO;

Depois de rápidas passagens por times de São Paulo e Rio de Janeiro, Antônio do Prado ainda jogou em equipes de várzea de Goiânia antes de encerrar a carreira para assumir o cartório da família. Onde se orgulha de ter realizado mais de 200 mil casamentos.

Com uma memória de dar inveja, Antônio do Prado, compartilha nesta edição do Futebol de Goyaz e suas histórias várias passagens do início do futebol goiano. E também inúmeras curiosidades sobre a formação da sociedade goianiense. Não deixe de acompanha a edição inédita, neste domingo, a partir das 12h00 na rádio 730 AM e também no www.portal730.com.br

Confira mais detalhes sobre a carreira de Toninho...



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Atlético participou do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 1979. Na estreia, o time rubro-negro foi derrotado pelo Gama, por 4 a 3, no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal.