08/01/2017 10:17  •  Atualizada em 08/01/2017 10:17

FGH134: As histórias e memórias de Amado Bucar

O goiano foi jogador e treinador e deixou a sua marca no futebol goiano na década de 1970/80/90


Arquivo Pessoal/Amado Bucar

Depois de um período de descanso, o Futebol de Goyaz e suas histórias abre a temporada 2017 prometendo grandes histórias e muitas novidades aos nossos seguidores e apaixonados pelo passado do nosso futebol. O programa FGH 134 narra a trajetória de um goiano nascido na cidade de Pedro Afonso, hoje Tocantins: Amado Bucar.

Veio para Goiânia ainda criança junto com toda a família composta pelo pai, a mãe e mais sete irmãos. A primeira casa foi no bairro dos operários, na Vila Nova. Lá viu fortalecer a paixão pelo futebol. Chegava a acordar mais cedo para jogar bola com os irmãos e amigos antes de entrar na sala de aula.

A primeira chance no futebol foi na base do Vila Nova com o lendário Gibrair. No entanto, a mãe não aceitava ter um filho jogador. As mentiras não foram suficientes para seguir treinando. O sonho parecia ilusão. A família se mudou da Vila Nova para residir na Vila Brasília. O destino fez com que o Goiás Esporte Clube fosse a nova casa para retomar o desejo de criança.

Se profissionalizou no Verde. Foi trocado por Heber com o Goiânia e seguiu carreira passando por Taquaritinga-SP, América-SP, Novorizontino-SP, Jataiense, Goiatuba e pendurou as chuteira, em 1993, no Imperatriz-MA.

Veja o perfil de Amado Bucar

A chance de seguir no futebol foi dada pelo Crac de Catalão onde foi técnico de 1996 a 1997 e levou o Leão a decidir um título estadual depois de 30 anos. A bela campanha credenciou o convite para o Goiás onde foi técnico do sub 20, auxiliar técnico e assumiu o comando da equipe esmeraldina com a missão de livrar do rebaixamento.

Os seguidos calotes dos clubes fez com que Amado desistisse de permanecer no Brasil e fosse viver o sonho americano. Há 15 anos, Amado vive na Califórnia trabalha em uma pizzaria, motorista de uber e técnico de uma escolinha de futebol feminino.

Veja o perfil de Amado Bucar como treinador

Depois de ouvir tantas edições do Futebol de Goyaz, chegou a hora de Amado Gomes Bucar.

IMPERDÍVEL

Vem aí o Almanaque do Futebol Goiano 2016. Garanta já o seu exemplar.

São mais de 52 mil resultados cadastrados, mais de 5 mil jogadores catalogados e mais de 4 400 fichas completas. No site também estão todas as edições do programa Futebol de Goyaz e suas histórias.

Conhece um ex-jogador? Nos indique. Use o whatapp 062 99666 9146, nosso novo canal de participação com nossos seguidores. Envie áudio, relembre um jogo inesquecível. Peça detalhes de um grande ídolo. Quem sabe, você é o próximo a participar de nosso programa.

Sabe de um potencial anunciante? Nos repasse. Quer dar visibilidade à sua Marca ou Produto? Fale com a gente. Estamos desenvolvendo um trabalho para ficar eternizado na história. Participe conosco!

A Rede da Construção apoia o resgate das origens de nossa paixão!



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O português Otávio foi o autor do primeiro gol do Estádio Serra Dourada. Ele marcou na derrota de Portugal para a seleção goiana, por 2 a 1, na inauguração da praça esportiva, em 9 de março de 1975.

Históricos em destaque