Divulgação

Rogério Corrêa


Rogério Corrêa de Oliveira  •  40 anos  •  Zagueiro



Ficha técnica


Data de nascimento: 03/01/1979
Naturalidade: Goiânia-GO (BRA)
Altura: 185 cm
Peso: 69,00 kg
Melhor pé: Direito


Linha do tempo


03/01/1979

Nasce Rogério Corrêa em Goiânia-GO (BRA).


Histórico


Revelado por times amadores da Vila Alvorada, um bairro de Goiânia, Rogério Corrêa começou o sonho de ser atleta profissional seguindo os passos do pai, Miguelzinho, atuando como volante. Fez testes no Goiás e Vila Nova antes de ser aprovados em umas das peneiradas do Goiânia Esporte Clube. Fez parte de uma das últimas grandes equipes reveladas no galo carijó. Foi campeão sub 17 e sub 20 até ser levado a equipe profissional quando conquistou o título da segunda divisão estadual de forma invicta.

Rogério viveu a última grande fase do alvinegro goianiense quando venceu o Fluminense-RJ na Série C 1999 no Serra Dourada e no Maracanã e na Copa do Brasil 2001 fizeram duelos históricos com o Corinthians-SP. Em 2001, se transferiu para o Vila Nova junto com o atacante Finazzi, na segunda fase do Campeonato Goiano que permitia a contratação de dois jogadores de clubes eliminados na competição. Os dois foram decisivos para a conquista do título vilanovense em cima do Goiás.

Após a conquista da taça, as negociações avançaram e já estava tudo acertado para vestir a camisa do Cruzeiro-MG quando o Atlético-PR atravessou o negócio e o levou por sete temporadas. Em seu primeiro ano com a camisa do furacão paranaense sagrou-se campeão brasileiro.

Em 2005, deixou Curitiba para desbravar o futebol japonês. No entanto, uma grave lesão muscular o fez retornar ao Brasil, a Goiânia, ao futebol goiano. Acertou com o Goiás ao mesmo tempo que o técnico Geninho acertava com o time esmeraldino após a saída de Edson Gaúcho. Participou da melhor campanha da história alviverde na elite do futebol brasileiro com o terceiro lugar e vaga inédita na Libertadores da América.

As dores nos joelhos o fizeram encerrar a carreira de forma precoce com a camisa da Anapolina. Neste mesmo ano se tornou treinador da equipe na Série D do Brasileiro. A aposentadoria antecipada o fez retomar os estudos em educação física e na realização de cursos de aprimoramento para se tornar um treinador de sucesso.

Clubes: Goiânia (1998-99); Santo André-SP (1999); Goiânia (2000-01); Vila Nova (2001); Atlético-PR (2001-02); Vasco da Gama (2003); Atlético-PR (2004-05); Shimizu S-Pulse-JAP (2005); Goiás (2005-06); Atlético-PR (2007-08); FC Klimovsky-UCR (2008); Bahia-BA (2009); Paysandu-PA (2010); Joinville-SC (2010); Anapolina (2011).

Conquistas Coletivas:
Campeão Goiano - Série B: 1998 (Goiânia)
Campeão Goiano: 2001 (Vila Nova); 2006 (Goiás)
Campeão Brasileiro - Série A: 2001 (Atlético-PR)
Vaga na Copa Libertadores da América: 2005 (Goiás)

Feitos Individuais:
Jogador com mais jogos disputados pelo Goiás na Copa Libertadores da América de 2006, ao lado de Fabiano, Jadilson, Júlio Santos, Nonato e Harlei, com 10 partidas.
Autor do primeiro gol da história do Goiás na Copa Libertadores da América
Autor do primeiro gol na decisão do Campeonato Goiano 2001 com a camisa do Vila Nova


Estatísticas


Campeonato:
Edição:
Clube:



Partidas disputadas: 68
Vitórias: 28 Empates: 14 Derrotas: 26
Gols marcados: 4 Cartões amarelos: 11 Cartões vermelhos: 1
Gols contra: 1


Partidas




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Vila Nova foi o primeiro time goiano a disputar uma competição internacional oficial. Em 1999, o time colorado participou da Copa Conmebol.

Históricos em destaque

Paraná-PR (BRA)

7 x 3

Vila Nova-GO (BRA)

Ver histórico completo



Atlético-GO (BRA)

2 x 1

São Bento-SP (BRA)

Ver histórico completo



Fortaleza-CE (BRA)

4 x 3

Goiás-GO (BRA)

Ver histórico completo